COMUNICADO OFICIAL N.º23

COMUNICADO OFICIAL N.º23
http://afevora.fpf.pt/Associacao/Documentacao/Comunicados

Após as recentes notícias vindas a publico sobre uma queixa do Juventude Sport Clube por utilização indevida dos jogadores do Lusitano Ginásio Clube pelo Lusitano Ginásio Clube SAD, a Associação Futebol de Évora, vem por este meio esclarecer o seguinte:

Após a constituição do Lusitano Ginásio Clube SAD e a pedido da própria SAD, pelo seu director Duarte Machado, no dia 26 de Julho de 2016, a Associação Futebol de Évora, nesse mesmo dia, solicitou o devido parecer à Federação Portuguesa de Futebol, para a utilização dos jogadores juniores do Lusitano Ginásio Clube pela recente criada SAD.

No dia 27 Julho a Federação Portuguesa de Futebol, pelo seu departamento jurídico, informou a Associação Futebol de Évora que mediante um acordo entre a SAD e o clube, acordo esse que deveria ser posteriormente remetido à FPF, a utilização pretendida era legal.

No passado dia 9 de Dezembro, por email, a AFE recebeu um pedido de esclarecimento do Juventude Sport Clube sobre esta utilização dos juniores do Lusitano pela SAD, na qual foi esclarecido com a informação da FPF.
É com enorme estranheza e espanto que a Associação recebeu uma nova queixa do Juventude SC, outorgada pelo seu Presidente, desta vez por carta registada, sobre esta utilização por parte do Lusitano Ginásio Clube SAD, quando o Clube já tinha sido informado que estava tudo de acordo com o quadro legal em vigor e conforme descrito neste comunicado.

Maior foi a estupfacção quando se verificou que esta queixa foi difundida simultaneamente para todos os Clubes filiados na AFE e comunicação social, na última semana de prova da Liga “Carmim”, prova esta que está a ser a mais competitiva de sempre, aquela que tem maior visibilidade, maior impacto que será decidida até ao ultimo minuto por outros Clubes que não aqueles que estão envolvidos neste processo.

A Associação Futebol de Évora condena a postura e comportamento do Presidente do Juventude Sport Clube, sendo um ato desleal e de falta de consideração pela presente prova e por todos os Clubes que nela participam, remetendo o mesmo para o Conselho Disciplina, orgão este responsável de analisar, decidir e atuar disciplinarmente sobre atos e ações capazes de lesar o bom nome da Associação Futebol de Évora e dos seus Clubes filiados.

Pel’A Associação de Futebol de Évora,
O Presidente,

Antonio Francisco Pereira

Share

Start a Conversation

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *